Juliano Farias
Executivo de growth
x
Olá, tudo bem? Obrigado pela visita! Como podemos ajudar?
Conversar com Juliano

Case MVRK 360: e-commerce World Automation Store WAS

Em 2023, somente no Brasil, o comércio online registrou um faturamento de R$ 185,7 bilhões – representados por 395 milhões de pedidos. É o que afirmam os dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm). Segundo o mesmo relatório, o valor médio gasto por pedido gira em torno de R$ 470 e os top três segmentos foram telefonia, eletrodomésticos e produtos para casa e decoração. 

Seguindo a guinada crescente do e-commerce no mundo, a World Automation Store (WAS) nasceu para inovar na reposição e aquisição de peças no mercado industrial de automação. Tendo em seu portfólio marcas mundiais como Siemens, Mitsubishi, Honeywell, Panasonic, dentre outras tantas, a empresa italiana se destaca entregando para qualquer país, com atendimento 24 horas e em vários idiomas.

Início do desenvolvimento

Assim como reputação e autoridade quando falamos em branding, websites não são criados: são construídos. Além disso, evoluções e otimizações são constantes e necessárias. Pois bem, começamos aqui na MAVERICK 360 o processo de desenvolvimento do e-commerce da WAS em 2022, passando por estrutura do website, conteúdo textual em três línguas (português, inglês e italiano), wireframe + layout e programação. Posteriormente, ainda tivemos a etapa de qualidade e ajustes.

Quando falamos de texto, o primeiro passo é sempre o entendimento e referências de quem vai escrevê-lo. Por isso, aqui na MAVERICK trabalhamos com cada profissional dedicado exclusivamente a sua área de atuação: para produzir a parte textual do site, temos redatores que são jornalistas ou publicitários especializados no tipo de conteúdo que irão desenvolver. O processo de pesquisa de concorrência, benchmarking, estudo de referências e materiais do setor começa bem antes de, de fato, escrevermos algo. Para a WAS, a etapa foi ainda mais desafiadora pois tínhamos outros idiomas e, portanto, também a tradução do conteúdo que foi feita por tradutores profissionais e especialistas neste tipo de linguagem.

Parte visual e branding

A etapa de criação e layout foi um desafio. Na opinião do designer e coordenador da área na agência, Bruno Fernando, o visual precisou ser modernizado a partir do que já existia no mercado e, além disso, precisava estar voltado para a experiência do usuário no que diz respeito a agradar o público de diversos países. “Nas referências transmitidas e também quando fizemos uma extensa pesquisa de benchmarking, percebemos que o que já existia era bastante ultrapassado. Como tínhamos pouquíssima referência e imagens, construímos uma identidade que transmitisse confiança e tecnologia, com o uso de cores mais sóbrias (tons de azul) e elementos que transmitem a questão de automação e tech”, conta.

Ainda quando falamos de layout de um e-commerce, precisamos pensar que muitos detalhes podem e vão mudar: a manutenção do website precisa ser realizada e alterações de programação acabam interferindo diretamente no visual das páginas e, consequentemente, na experiência final do usuário. Então a equipe precisa estar sincronizada para realizar o trabalho de maneira integrada e não prejudicar a performance do website. 

Recentemente publicamos um artigo sobre um case de sucesso voltado à identidade visual e branding. Acesse e leia na íntegra aqui.


Programação e monitoramento

Algo que sempre falamos aos nossos clientes quando se trata de um e-commerce: ele é a sua loja virtual. Se fizermos um paralelo com um espaço físico, por exemplo, no ponto comercial temos diversos custos: aluguel, água, luz, internet, mão-de-obra qualificada para cada atividade, estrutura e a lista só aumenta. No online, não temos nada disso. Mas (sim, temos um porém aqui) é necessário sempre lembrar que a loja virtual é um espaço tão ou mais importante que o físico (visto, inclusive, o crescimento do comércio eletrônico mundial), ou seja, teremos custos de manutenção, atualização e monitoramento.

Para além da programação, instalação de plugins e integrações que precisam ser feitas para um e-commerce funcionar bem – o que fizemos no website da WAS com qualidade e profissionalismo – para a equipe de desenvolvimento, o constante monitoramento e manutenção é que são os maiores desafios quando falamos de e-commerce. “Quem não está acostumado com uma loja virtual da empresa, provavelmente vai pensar que o trabalho está pronto depois da finalização e publicação do portal na internet. Mas aí é que os esforços começam de verdade: performance para venda, reforço de marca, construção de reputação, Search Engine Optimization (SEO), otimização do canal, atualizações, manutenção e monitoramento, foco em constante melhoria do usuário e diversos outros fatores. É exatamente por isso que o e-commerce é um canal que, assim como qualquer outro, precisa de evolução e aprimoramento”, comenta o sócio-diretor da MAVERICK 360, Rick Garcia.

Se sua empresa, assim como a WAS, precisa de um e-commerce de qualidade, estruturado e funcional, clique aqui e entre em contato conosco!

AUTOR DO TEXTO:
Fabíola Cottet
Sócia-diretora | Jornalista
É co-autora do livro "Em pauta: manual prático da comunicação organizacional", publicado pela Editora Intersaberes. Jornalista, especialista em assessoria de imprensa e gestão de crise.

Cadastre-se ao lado em nossa newsletter e receba conteúdos para que o seu negócio vire referência no mercado

QUER UMA PROPOSTA?
Home